12/10/2012

UM DIA
Um dia não vais precisar de correr.
Não haverá urgência de chegar ou
pressa de partir.
Um dia tudo será tranquilo.
A vida deitada ao teu lado
e a doce certeza do amor
tão perto
deslizando na pele nua
do teu ombro
descoberto.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. A suavidade do poema nos arrebata. Apesar de tantos e tão profundos desejos, ele atua como um refrigério no campo desses tantos anseios. Lindo!

    ResponderEliminar
  3. Existem dias assim, mas por vezes não os notamos...
    Beijos

    ResponderEliminar